Reservas de estoque, compras e OPs na produção sob encomenda

Reservas de estoque, compras e OPs na produção sob encomenda

As reservas são associações de materiais comprados ou fabricados com itens de pedidos de venda.  São particularmente úteis na produção sob encomenda, em que um insumo é comprado ou fabricado especificamente para um pedido.

Cada reserva é definida por:

  • o que: um código do item, sua quantidade e unidade
  • uma origem (produtor): qual estoque, ordem de produção, pedido de compra ou solicitação de compra
  • um destino (consumidor): item de pedido de venda

O ERP MAXIPROD faz reservas apenas para itens de pedidos de venda e para itens de notas fiscais de saída.

Quando algo é reservado para um item de pedido de venda, não pode ser faturado, ou baixado como insumo para outros itens de pedidos de venda.

Podem ser reservados:

  • material em estoque;
  • itens de uma solicitação ou pedido de compra para um fornecedor. Quando o material é recebido, o estoque resultante já está automaticamente reservado;
  • o produto de uma ordem de produção, mesmo que a sua fabricação não tenha sido concluída, ou mesmo iniciada. Quando a ordem for concluida, o seu produto já estará automaticamente reservado para a mesma finalidade.

As reservas acompanham as movimentações. Se o material reservado for transferido para outro local, ou mesmo para um terceirizado, a reserva se mantém.

Se um material está reservado para determinado pedido de venda, o MAXIPROD não permitirá que seja consumido ou faturado para outra finalidade.

Podem ser reservados materiais nas seguintes origens: estoque, solicitações de compra, pedidos de compra e ordens de produção.

A quantidade reservada de uma origem não pode ser superior à sua quantidade. Por exemplo, se um registro de estoque contém 10 termostatos, não podem ser reservados mais do que 10 termostatos desse registro.

Por outro lado, o material dessa origem pode ter várias reservas.  3 termostatos podem estar reservados para o pedido de venda 1402, outros 5 para o pedido 1490, e os 2 termostatos restantes podem permanecer não reservados, ou seja, livres.

Se surgir um novo pedido de venda, diferente dos pedidos 1402 e 1490, apenas esses 2 termostatos não-reservados estarão disponíveis para pronta entrega.

Quantidade reservada e quantidade necessária para a produção / estrutura de produto

Pode-se reservar uma quantidade maior do que a necessária, por exemplo porque a engenharia do produto não foi completada. Neste caso:

  • a quantidade da reserva que excede a necessidade aparecerá como sobra da reserva;
  • a quantidade total da reserva, inclusive a que excede a necessidade será comprada ou fabricada, e não será considerada como quantidade que sobra da solicitação de compra, pedido de compra ou ordem de produção.

Criação de reservas

As reservas são criadas manualmente, em duas telas:

  • multinível futuro de itens de pedidos de venda
  • tela de reservas manuais

ou pelo MRP, se a opção do item MRP cria e reserva OPs e SCs por item do pedido de venda estiver ligada.

Transferência de reservas

Pode-se gerar uma solicitação de compra já reservada para um pedido de venda. Quando esta solicitação de compra é transferida para um pedido de compra, a reserva também é transferida, automaticamente. Quando o pedido de compra chegar, e for transferido para o estoque, a reserva é mais uma vez transferida automaticamente, passando o estoque a ficar reservado para o mesmo pedido de venda para o qual havia sido reservado o pedido de compra, e antes a solicitação de compra.

Reserva para NF de saída

A reserva para uma NF de saída é uma reserva de curto prazo, válida enquanto a NF está em estado de “digitação”.

Seu objetivo é fazer com que todos os materiais a serem remetidos estejam escolhidos no momento da emissão da NF.

Quantidade máxima de uma reserva que pode ser baixada como insumo de uma ordem de produção

Que quantidade de um insumo reservada para uma unidade de pedido pode ser baixada para uma OP ?

A baixa para uma OP da quantidade de um insumo reservada para um item do pedido é limitada pela proporção entre a reserva da OP para o item do pedido e a quantidade total da OP. Ou, seja, apenas a parte da OP dedicada ao item do pedido deve alimentar-se das reservas para esse item de pedido.

Exemplo

– Ordem de produção  de 10 tampos, das quais 3 são reservados para o item de pedido P1, de 3 mesas.
– cada tampo consome 2 kg de madeira, portanto o consumo total de madeira para a OP é de 20 kg de madeira.
– deseja-se que a quantidade de madeira reservada para o item de pedido P1 a ser baixada para a OP seja limitada a 3/10 x 20 kg = 6 kg.

Ou seja, se a OP do tampo consome 20 kg de madeira, e 30% do produto da OP são dedicados ao item do pedido P1, então apenas 30% de 20 kg, ou seja, 30% do total de insumos deve-se alimentar das reservas de madeira para o item de pedido P1. Se baixarmos mais do que 30% da quantidade total necessária do insumo para a OP a partir da reserva para P1, estaríamos alimentando também os demais itens de pedidos com material reservado para P1.

Ao baixar um insumo para uma OP, ou ao faturar, os materiais são movimentados na seguinte sequência:

  • 1a prioridade: material reservado para o destino
  • 2a prioridade: material vinculado para o destino
  • 3a prioridade: material não vinculado para qualquer destino
  • 4a prioridade: material vinculado para outros destinos