Não-conformidades

Tratamento para não-conformidades

Deve ser aberta uma NC (não conformidade) quando for detectado um desacordo entre:

  • um item recebido, um produto fabricado, ou um procedimento, e
  • as normas de qualidade da empresa.

O registro das NCs tem por objetivo:

  • qualidade: como corrigir os efeitos de uma NC, e evitar que se repita
  • custeio/contabilidade: a NC pode gerar custos de material, mão-de-obra e despesas com terceiros, que devem ser associados a contas contábeis, contros de custo e/ou pedidos.

As NCs podem ser usadas de forma independente, ou integradas ao fluxo de trabalho, financeiro e contabilidade gerais.

1. Classes de NCs

Cada NC pertence a uma classe.

Por exemplo, em uma empresa industrial, poderiamos definir as seguintes classes de NCs:

  • NC de processo interna: para matérias primas e produtos semi-acabados
  • NC de ensaio final: não atendimento de requisito de cliente
  • NC de processo externa: reclamações de clientes, para produtos acabados

Uma classe de NCs:

  • possui um conjunto de parâmetros, que classificam as NCs da classe
  • segue uma sequência de etapas, que são pré-definidas por cada empresa.
1.1. Parâmetros de uma classe de NCs

Parâmetros típicos das classes de não conformidades são (nem todos os parâmetros existem em todas as classes):

  • processo: o processo auditado
  • norma: norma usada na NC
  • opções de correção. Opções típicas são:
  • plano de ação
  • detecção: tipo de detecção realizada na NC
  • disposição. Disposições típicas de NCs são:
    • retrabalho ou reparo: ação sobre um produto não conforme, a fim de torná-lo conforme aos requisitos
    • reclassificação: alteração da classe de um produto não-conforme, a fim de torná-lo conforme a requisitos diferentes daqueles inicialmente especificados
    • refugo: ação sobre um produto não conforme para impedir sua utilização prevista originalmente, como, por exemplo, recliclagem ou destruição
    • concessão interna: pemissão para usar ou liberar um produto que não atende a requisitos especificados, dado por responsável da unidade produtiva, ou seja, não há uma ação direta sobre o efeito da NC.
    • concessão externa: permissão para usar ou liberar um produto/material que não atende a requisitos especificados pelo cliente, ou seja, não há uma ação direta sobre o efeito da NC.
  • causa: por exemplo, engenharia, mão de obra, calibração de equipamento
1.1. Etapas de uma classe de NCs

As etapas de uma classe de NCs constituem o roteiro, ou work-flow de todas as NCs da classe.

Cada etapa pode ter 4 alternativas de próxima etapa.  Se houver mais de uma alternativa, o responsável pela etapa atual selecionará a próxima.

Cada etapa poderá ser uma “possível última etapa” da NC, ie, uma etapa para a qual pode ser indicado que a NC foi concluída.

2. Não conformidades

Cada NC é criada dentro de uma classe.

Na produção sob encomenda, podemos inserir o item da NC na estrutura do produto final, fazendo com que o MRP solicite os insumos, e automatizando a sua atribuição de custos.

Mesmo que o item da NC não seja item-filho de uma estrutura de produto específica, a NC pode ser tornada insumo de uma ordem de produção, com a resultante transferência de custos.Para casos de problemas na qualidade da produção, de produtos finais ou insumos defeituosos ou problemas nos serviços, é possível criar um plano de ação para a resolução dessas não conformidades (NC’s).Exemplos de telas com não conformidades

Fig.-15
Fig.-16
Fig.-17