Ordens de produção

Ordens de produção

Uma ordem de produção (OP) transforma um conjunto de insumos em uma ou mais unidades de um produto. Também pode ser usada para representar um conserto ou manutenção.

Pode-se cadastrar os insumos como itens-filho da estrutura de produto deste item fabricado, mas isto não é obrigatório. Podem-se baixar também insumos que não constam da estrutura de produto. Em outras palavras, não é necessário cadastrar estruturas de produto para usar ordens de produção.

Observação: ordem de produção e item de pedido de venda são coisas diferentes.

Uma ordem de produção pode ser criada manualmente, ou pelo MRP.

OP_estoque_simples1-300x263

Por que usar ordens de produção ?

  1. A lista de insumos é obtida automaticamente da estrutura de produto.  Veja também, mais abaixo, o uso de ordens de produção sem estrutura de produto;
  2. As necessidades de ordens de produção são calculadas pelo MRP,  ou podem ser cadastradas manualmente;
  3. Ao fazer a baixa, o estoque é atualizado automaticamente;
  4. A movimentação de baixa é registrada, conferindo rastreabilidade;
  5. Apontamento da produção: o tempo dispendido por pessoa ou máquina em cada operação da OP é registrado;
  6. Custeio: as movimentações carregam consigo o custo do material e mão de obra, que são somados ao custo da OP.

Baixa de insumos para uma ordem de produção

A cada baixa realizada, é verificado, e confirmado manualmente, caso necessário, se a baixa do respectivo insumo foi concluída.

baixa_de_insumos1

O video a seguir mostra a baixa de insumos a conclusão das ordens de produção.

Ordens de produção sem estrutura de produto

Podem ser criadas e ordens de produção sem necessidade de cadastrar roteiro de produção ou estrutura de produto.

Mantém-se os benefícios do uso da ordem de produção, tais como:

  • registro das movimentações: sabe-se para que finalidade, ou produto, foi usado cada insumo.
  • criação e estocagem do item produzido
  • custeio: a ordem de produção absorve custos de material e mão de obra