Itens alternativos

Itens alternativos

Entre os itens-filho da estrutura de um produto podem ser especificados itens alternativos. Na falta de uma grampo de plástico, pode ser usado um equivalente de aço. Apesar de este ser mais caro, é melhor utilizá-lo do que aguardar vários dias até o fornecimento do grampo de plástico, atrasando a entrega do produto.

No MAXIPROD os itens alternativos são especificados como itens-filho de um item de procedência A – o conjunto alternativo.

No exemplo acima, teríamos:

GRAMPO_XYZ              // item de procedência "conjunto alternativo"
+ GRAMPO_XYZ_PLASTICO   // item-filho comprado 
+ GRAMPO_XYZ_ACO        // item-filho comprado

Os “conjuntos alternativos”, como o GRAMPO_XYZ, não existem fisicamente, portanto não podem ser comprados, produzidos, estocados, etc.  itens com esse código. Neste sentido, tem o mesmo comportamento dos itens-conjunto. Seus itens-filho, como o GRAMPO_XYZ_PLASTICO ou o GRAMPO_XYZ_ACO são os itens comprados, produzidos, etc

Quando um conjunto alternativo é item-filho da estrutura de um item fabricado, como em

PLACA1
+ GRAMPO_XYZ

isto significa que uma ordem de produção de PLACA1 aceita como insumo qualquer uma das alternativas do conjunto alternativo, GRAMPO_XYZ_PLASTICO ou GRAMPO_XYZ_ACO .  Se apenas uma das alternativas existir no estoque, a decisão é simples. Mas, se houver mais de uma alternativa, é necessário um critério de prioridade para selecionar o item.

Cada conjunto alternativo tem um critério de prioridade relativo à baixa de insumos para a produção, que pode ser:

  • P: o item alternativo de posição mais baixa (o primeiro) na estrutura de produto do conjunto alternativo. Este é o critério default.
  • C: o item alternativo de menor custo
  • V: o item alternativo com o lote de data de vencimento mais próxima
  • F: o item alternativo com o lote de data de fabricação mais antiga

Este critério define o item sugerido pelo sistema na grade de baixa manual, e o item consumido na baixa por explosão.

MRP e custo industrial previsto

O MRP e o cálculo de custo industrial previsto utilizam sempre o item alternativo de posição de mais baixa (o primeiro que aparece na estrutura de produto).

Baixas para OPs

O critério selecionado para o conjunto alternativo define o item alternativo sugerido pelo sistema na grade de baixa manual, e o item consumido na baixa por explosão.

Se for baixado um item diferente da alternativa sugerida pelo sistema, é necessário que o MRP saiba qual o item substituído, para que pare de gerar a respectiva necessidade. Por isso os registros de movimentação informam tanto o item efetivamente baixado, como o item principal, considerado pelo MRP.

Exemplo

Para produzir o item “Placa” é utilizado o insumo “Resistor”.

  • por padrão, utiliza-se o resistor da marca “A”. Porém, na falta do “Resistor A”, pode-se utilizar o resistor da marca “B”, ou o resistor da marca “C”.
    • Essa variação pode ocorrer por diferentes motivos: por preferência de marcas, por menor custo, por data de fabricação, por data de validade, etc.
  • o item-filho do item “Placa” será um item alternativo chamado “Resistor”. Esse item “Resistor” será um conjunto de opções, formado pelos itens “Resistor A”, “Resistor B” e “Resistor C”.

Configurando um item alternativo

  1. Criamos o item “Resistor”, que possui as opções de resistores A, B e C.
  2. Criamos um item novo, chamado “Resistor”.
  3. No campo “Procedência” desse item, selecionamos a opção “Alternativo”. item alternativo 1
  4. Selecionamos o “critério de baixa”. Essa opção define qual será a regra de preferência na baixa dos estoques, por exemplo: se a escolha preferencial será pela marca “A”, se será por data de validade”, etc.
    • Como, neste exemplo, a preferência se dá pela marca do produto, escolheremos a opção “posição na estrutura”: assim posicionaremos as opções na estrutura de produto por ordem de preferência.item alternativo 2
  5. Informamos as opções de resistores.
    1. Primeiro cadastramos cada um dos resistores “Resistor A”, “Resistor B” e “Resistor C”.
    2. consultamos a estrutura de produto do item “Resistor” e inserimos esses resistores como itens-filhos do item “Resistor”.
    3. Como o critério de baixa é pela posição na estrutura, cuidamos para inserir os itens em ordem de preferência.

item alternativo 3

Criando estrutura de produto com item alternativo e ordens de produção

  1. Inserimos o item “Resistor” como item-filho da “Placa”. item alternativo 4
  2. criamos uma ordem de produção de 200 unidades do item “Placa”. Para essa quantidade, serão necessários 200 resistores. item alternativo 6
  3. Possuímos em estoque as três marcas de resistores.item alternativo 7
  4. Conforme o critério de baixa do item alternativo “Resistor”, ao clicarmos para baixar resistores, a preferência será pelo “Resistor A”. Caso faltem resistores da marca “A”, a demanda será suprida com o “Resistor B”, e assim por diante.
    1. item alternativo 8
    2. item alternativo 9
  5. Após a baixa dos insumos, a ordem de produção mostra os resistores baixados.item alternativo 10